//Antes de ser assassinado, jogador Daniel contou por WhatsApp que fez sexo com mulher casada; suspeito está preso

Antes de ser assassinado, jogador Daniel contou por WhatsApp que fez sexo com mulher casada; suspeito está preso

Uma troca de mensagens entre o jogador Daniel Corrêia, de 24 anos, e um amigo reforça a tese de que a motivação do assassinato do atleta foi passional. A conversa via WhatsApp foi divulgada nesta quinta-feira (1º) pelo colunista do R7 Cosme Rímoli. O meia conta para o conhecido que fez sexo com uma dona de casa comprometida e chega a enviar uma foto ao lado dela. O marido da mulher foi preso em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, suspeito de cometer o crime. Edison Brittes garante que apenas reagiu a uma tentativa de estupro à sua esposa.Quatro pessoas são apontadas pela Polícia Civil do Paraná como suspeitas de envolvimento direto no assassinato do ex-jogador. O principal suspeito foi preso, junto com a filha de 18 anos, em sua própria casa. A esposa e mãe da jovem se apresentou à polícia na quarta (31) e também foi detida para “averiguação”.

Segundo a Polícia Civil, o crime aconteceu na casa da família, logo após uma festa de comemoração de aniversário da garota de 18 anos. Daniel e outros amigos estavam na casa noturna onde acontecia o evento e, em seguida, todos seguiram para a residência. Uma das versões investigadas pelas autoridades é de que o marido traído descobriu sobre a relação sexual da esposa com o jogador e começou a agredi-lo.Via: O Povo com a Notícia

Site:Guia Pernambuco